12.9.07

A Morte do Super-Homem

Você foi educado por um casal humilde, que lhe ensinou a usar seus talentos para o bem.
Seu maior superpoder foi ensinar os outros através do exemplo (os bons e até os maus).
Durante décadas, o tempo pareceu não afetar você.
Aqueles que o conheceram na intimidade sabem que você era muito mais do que um simples ser humano.
Ao me mostrar sua kriptonita, que de certa forma também é a minha, você me permitiu conviver melhor com ela.
Você passou a vida superando adversidades incríveis, mas um inimigo inesperado o derrotou de forma idiota e revoltante.
Sei que você não voltará da morte, nem posso pedir isso.
Mas, se me fosse dada a escolha, você seria o único a escapar de um planeta condenado.
E sorte teria o mundo que recebesse você.

Tenho muitos defeitos e poucas qualidades, mas todas elas vieram de você.
Obrigado, pai, por tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário