22.3.06

Sessão tripla

Comentários sobre três filmes vistos em seqüência.

Cão de Briga (Danny the Dog)
Um filme com vários nomes. Saiu nos EUA como "Unleashed" (será que acharam "Danny the Dog" forte demais?). Aqui, o nome "Cão de Briga" dá a impressão de que vão colocar o Jet Li pra lutar com cachorros. Pode até ter sido uma boa escolha do ponto de vista comercial (aproveitando notícias então recentes sobre redes de briga de cães), mas foi uma escolha infeliz por não fazer justiça ao filme. Achei que a trama ficaria mais no lance filosófico estilo "até que ponto o humano é humano", mas acabou sendo algo mais leve, o que foi bom para o filme. E Morgan Freeman rouba a cena sempre que aparece.

Menina de Ouro (Million Dollar Baby)
O grande vencedor do Oscar de 2005... não sei como. Ray e Em busca da Terra do Nunca eram filmes melhores. A direção de Ray foi muito melhor (e imagino que a dos outros indicados também tenha sido). Não que o filme seja ruim; ele é bom, sem dúvida. Mas não foi o melhor de 2004. E o lance da eutanásia, que gerou tantas notícias e protestos, não foi nada demais. No filme, o ato é tratado como um crime terrível e um pecado imperdoável (textualmente, já que o personagem é religioso). Foi até conservador demais. E Morgan Freeman rouba a cena sempre que aparece.

Huckabees (I Huckabees)
Com o infeliz subtítulo "A vida é uma comédia" (pior que esse, só "O hóspede maldito"), o filme é mais uma daquelas comédias dramáticas com elenco inchado e várias histórias com algo em comum. Achei que poderia ser algo como o enjoativo Simplesmente Amor, mas segue a linha do "mundo absurdo" de muitas comédias recentes, sendo a referência mais óbvia Os Excêntricos Tenenbaums. Parando pra pensar, essa moda do "mundo absurdo" (re)começou com Quero ser John Malkovich e desde então vem gerando bons filmes. Dessa vez, a graça é em cima de terapia, idéias existencialistas e teorias metafísicas. Não é um grande filme, mas tem seus bons momentos. E Morgan Freeman não aparece, mas se aparecesse roubaria a cena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário