9.1.06

Resoluções (atrasadas) para 2006

Droga, não ganhei na Mega-Sena! Portanto, o blog continua.
Segue a lista das coisas que provavelmente não conseguirei fazer em 2006.

1. Ganhar algum dinheiro.
Não importa como, desde que não seja ilegal. Pode ser trabalhando (ARGH!), mas não teria problema se fosse uma herança que um tio zilionário do futuro de outra dimensão deixou pra mim.

2. Aproveitar melhor o tempo.
Um repeteco mais que justificável. Se o dia tem 24 horas, tem alguém com mais, porque no meu tem cada vez menos. E, por favor, sem palhaçadas do tipo "reengenharia do tempo", que inventaram pra você bater ponto não só no trabalho, mas em casa também.

3. Desistir de enfiar juízo na cabeça das pessoas.
Ainda vou acabar levando um tiro por causa disso. Sério.

4. Ler os "clássicos".
Esqueça o "cânone ocidental", meus clássicos são bem pessoais. Já consegui algumas fontes interessantes tanto de literatura quanto de quadrinhos. Conforme for lendo durante o ano, vou recomendando a vocês.

5. Ver os "clássicos".
2005 foi um dos anos que estive mais "afastado" dos filmes, seja cinema, VHS ou DVD. Mesmo que ausência tenha sido por uma boa causa (ou pelo menos uma causa "necessária", já que não se pode dizer que a monografia é uma coisa boa), a lista de "sempre quis ver esse filme" só cresceu. Pra este ano, menos pipoca, mais mofo de VHS.

6. Escrever é preciso. Publicar não é preciso.
Estou mesmo enferrujado. Textos como este demoram a ser escritos e ainda passam por inúmeras revisões. Acho que é hora de tentar ser um pouco mais cru, menos elaborado. Largar um pouco o vício do editor de texto e do hipertexto.

7. Ser mais exigente com meus amigos.
Não sei se é a idade, mas tenho sido menos crítico em relação aos atos das pessoas à minha volta. Detesto ser complacente com os outros, pois não quero que sejam comigo.

8. Criar uma rotina de exercícios.
Três dificuldades aí. Exercício já não é uma palavra agradável. Rotina é algo que não consigo fazer dar certo. Implícito, há o tempo, sempre escasso. Mas a idade vai chegando e é melhor tentar que ficar parado.

9. Aprender algo novo.
Não importa que seja uma profissão, uma língua ou um jogo de cartas, desde que tenha alguma importância prática. Já passei da cota de cultura inútil e conhecimentos gerais.

10. Ganhar na Mega-Sena acumulada.
Porque a esperança é a penúltima que morre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário