4.8.02

Curtas

Acabou julho, o mês das férias. O mês do cinema. Caso alguém queira saber, aqui vai uma rápida opinião sobre os filmes das férias. A crítica completa estará em breve no Cultura Interativa. Segue a lista:
- Star Wars - Episódio II: destaque para os personagens não-humanos. Os robôs R2-D2 e C-3PO roubam a cena sempre que aparecem. E jedi grande mestre sem dúvida digital Yoda é.
- Homem-Aranha, o Filme (segunda vez): a melhor adaptação de quadrinhos para o cinema de todos os tempos. Vi de novo pra ver os detalhes, mas novamente me deixei envolver pelo filme.
- O Demônio das 11 Horas: filme francês nas férias?! É sim, pois nem só de pipoca vive o cinema.
- Anima Mundi - Curtas Cinema 4: em minha única passada pelo Anima Mundi, vi sete filmecos excelentes em uma hora.
- As Meninas Superpoderosas: por incrível que pareça, essas heroínas retrô estereotipadas são a idéia mais "anos 2000" do mundo da animação. Ironia, ritmo alucinante, humor e muita, muita cor. Só queria tirar uma dúvida: alguém mais viu Jay e Silent Bob no meio do desenho?
- Homens de Preto 2 (MIB 2): Mr. Smith e Mr. Jones de volta como os agentes mais respeitados da agência MIB. O roteiro e a maior parte das piadas são recauchutadas do primeiro filme. Destaque para o alien canino Frank cantando/latindo "Who Let the Dogs Out?" e para a piada com a Estátua da Liberdade.
- Oito Mulheres: outro filme francês nas férias?! É, mas esse é uma comédia deliciosa estrelada por oito atrizes maravilhosas. Mas não pense que é uma tola comédia hollywoodiana. O filme é francês, MUITO francês.
- Janela da Alma: Esse documentário questiona justamente o conceito da visão e seu papel em nossa compreensão da realidade. Posso dizer sem exageros que esse filme me deu uma outra visão do mundo. Mas não consegui esclarecer uma dúvida: por que um fotógrafo cego precisaria de óculos?
- Resident Evil - O Hóspede Maldito: um sério candidato ao prêmio de "pior subtítulo da história do cinema". Filme fiel ao jogo, inclusive com o lance do traidor entre os membros da equipe. Milla Jovovich salva o filme com suas caras e bocas de mulher fatal.
- Um Grande Garoto: mais um livro de Nick Hornby adaptado para as telonas, mas dessa vez o filme não foi "americanizado" como em "Alta Fidelidade". O filme mantém o jeitão inglês, inclusive na reação das pessoas. E ao contrário do que afirma seu personagem no início do filme, Nicholas Hoult é melhor que Haley Joel Osment.

Nenhum comentário:

Postar um comentário