21.8.01

Voltamos à nossa programação normal

Fiquei um tempo sem escrever, em parte motivado por uma viagem, em parte vitimado pela preguiça. Se você já leu esse blog, percebeu que dou minhas opiniões, mas não costumo falar de mim. Mas hoje vou me permitir um pouco isso, afinal, bem ou mal, essa porcaria de blog é minha. Então hoje escrevo alguns comentários pessoais.

Viagem: prós e contras

Viagem de fim de semana com os amigos. Muita diversão e muito stress. É claro que vale a pena, mas você sempre chega em casa cansado. Por esse motivo, a noite de domingo e o dia de hoje serviram para o descanso e o acúmulo de informações. Meus amigos chamam isso de "ficar de bob".

Outros blogs

Esse tempo de ócio criativo serviu, entre outras coisas, pra conhecer outros blogs. Já vi alguns bem interessantes, que não são apenas diários ou vitrines de prosadores de botequim. Nos próximos dias estarei entrando em contato com esses blogueiros legais e coloco os links num futuro próximo.

Pensamentos

Vocês gostam de ler os pensamentos de outras pessoas? Pois não é meu caso. Principalmente quando são pensamentos sobre a chuva ou o ventilador de teto. E quando cismam em escrever sobre o nada? Não tem nada mais PIMBA do que escrever sobre o nada. Pois é, mas gosto de escrever uns pensamentos de vez em quando. E como essa porcaria é minha mesmo, podem esperar por alguns pensamentos como... esse que vocês acabaram de ler! Pois é, você pode ter acabado de ler um pensamento contra sua vontade. Mas dei a pista no título. Azar o seu.

PIMBA

Pra quem ficou sem saber o que é PIMBA, esclareço agora. PIMBA (Pseudo-Intelectual Metido a Besta e Associados) é aquele tipo de pessoa que nunca lê um livro, está sempre "relendo"; sempre tem uma opinião formada, porque lhe disseram que era a mais correta; odeia a Globo e o capitalismo, mas geralmente assiste GloboNews, mora no Leblon e tem um Honda Civic. Acho que li a expressão pela primeira vez na internet. No Cocadaboa, se não me engano. Li e gostei. Adotei. Então, seja prevenido: evite os PIMBAs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário